sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Taurina

Sim, Taurina!! Aquela substancia encontrada no Red Bull? Essa mesmo! O que ela tem a ver com diabetes?? Ficou intrigado? Eu também fiquei a primeira vez que ouvi falar nisso. Vou tentar explicar brevemente essa relação nesse post. Mas atenção: não estou dizendo que Red Bull é bom. Os energéticos possuem muitas substancias numa combinação do mal! A taurina é apenas uma substância adicionada a eles.

A taurina (2-aminoethanesulfonic acid), mostrada acima, é um aminoácido que é obtido pelo corpo de duas formas. Em pessoas normais, é obtida a partir da oxidação da cisteína. A outra forma é pela dieta.

Mas pra que ela serve? Há alguns estudos dizendo que ela pode ser utilizada como tratamento de diabetes. Nas pessoas diabéticas e obesas a produção de taurina pelo corpo é deficiente. Muitos estudos mostram a suplementação de taurina como possível tratamento.

A taurina está envolvida na homeostase da glicose, sendo responsável por mandá-las para dentro dos músculos, assim como a insulina. Por isso ela está nos energéticos (mais glicose no músculo, há maior produção de energia para o desempenho) e pode ser usada para controlar a glicose do diabético. Ela também pode ser útil para o tratamento da resistência à insulina. Esses mecanismos estão sendo intensamente estudados, porém ainda não se sabe ao certo como ocorrem.

Há estudos que dizem ser possível curar a obesidade por meio da taurina. É dito, também, que a taurina tem propriedades de induzir a queima da gordura (a utilização dos ácidos graxos livres ao invés de seu armazenamento). A obesidade criaria um ciclo vicioso que sem a taurina continuaria aumentando a obesidade. A suplementação de taurina na dieta poderia interromper esse ciclo.

O tecido adiposo branco produz a enzima cisteína dioxigenase (CDO). Essa enzima é responsável por oxigenar a cisteína, começando o processo que irá a transformar em taurina. Se o paciente começa a ficar obeso, seja por dieta rica em gordura ou por obesidade genética, e os adipócitos aumentam drasticamente de tamanho, o tecido adiposo vai perdendo a capacidade de sintetizar CDO. Dessa forma haverá menos taurina, e com isso menos consumo de ácidos graxos livres. E desse modo esse ciclo é retroalimentado e só piora, e teoricamente só pode ser interrompido com suplemento de taurina, que seria a cura para a obesidade. Esse ciclo proposto pelo estudo está abaixo:

Mais uma vez vale lembrar que são apenas estudos e não devem ser considerados como verdade absoluta. A maioria dos estudos foram feitos com ratos. Existem muitos poucos testes clínicos com humanos. O único que achei referência há humanos, foi um que dizia que suplemento de 3g de taurina diárias durante 7 semanas foi suficiente para prevenir obesidade. Porem esse estudo não teve um controle muito grande das influencias externas. Também existem estudos que dizem que suplemento correto de taurina na fase de amamentação poderia prevenir que a diabetes fosse desenvolvida na fase adulta (leite materno com deficiência em taurina levaria a diabetes futura). Porém esse é um estudo muito controverso, por isso prefiro não entrar muito no assunto. É interessante que vocês pesquisem e decidam por si no que acreditar.

Em vegetarianos, os níveis de taurina são muito baixos. A taurina é obtida em carnes (pouca quantidade) e principalmente frutos do mar (não se por que frutos, visto que são animais, mais tudo bem). O estudo relaciona (o do ciclo vicioso) a maior ocorrência de obesidade na sociedade ocidental em relação à oriental por ela (ocidental) tem uma dieta com muita carne e poucos frutos do mar. A carne apesar de ter taurina tem muita gordura, o que não ajuda no processo. Só para comparação, 100g de carne possuem 49mg de taurina; enquanto a mesma quantidade de salmão possui 130mg e de ostras 396mg de taurina. Por isso a melhor alimentação é aquela rica em peixes e frutos do mar, que apesar disso tudo, ainda são ricos em Omega-3 e Omega-6; que não é produzido no corpo, porém muito importante para a saúde (necessitam ser adquiridos pela dieta).

Enfim, acabei me prolongando demais. Mais essa é a idéia. É só uma curiosidade para mostrar uma coisa nova que está sendo estudada. Quem sabe no futuro próximo isso venha a ser empregado como tratamento. Aquele abraço.

6 comentários:

  1. Fontes:
    - Taurine (2-Aminoethanesulfonic Acid) Deficiency Creates a Vicious Circle Promoting Obesity; Nobuyo Tsuboyama-Kasaoka, Chikako Shozawa, Kayo Sano, Yasutomi Kamei, Seiichi Kasaoka, Yu Hosokawa and Osamu Ezaki; Endocrinology 2006 147:3276-3284 originally published online Apr 20, 2006; , doi: 10.1210/en.2005-1007
    - Taurine supplementation and diabetes mellitus; Flavia Franconia, Alberto Loizzob, Giovanni Ghirlandac and Giuseppe Seghierid; Current Opinion in Clinical Nutrition and Metabolic Care 2006, 9:32–36
    - Tauryna i jej potencjalne wykorzystanie w terapii (Taurine and its potential therapeutic application); Konrad Szymański, Katarzyna Winiarska; Postepy Hig Med Dosw. (online), 2008; 62: 75-86 e-ISSN 1732-2693

    ResponderExcluir
  2. Esqueci de citar a fonte da primeira imagem:
    - http://www.wolframalpha.com/input/?i=taurine

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo
    Fale para o pessoal fazer um post final, sobre o que voces acharam da vida de blogueiros. E se valeu alguma coisa em termos de medicina.

    Na verdade o blog pode continuar na fase "pos BioBio", só depende de voces.

    Marcelo

    ResponderExcluir